Tratamento psiquiátrico por videoconferência: meio altamente eficaz

Telepsiquiatria (tratamento à distância) é altamente eficaz

O Prof. Dr. Wagner Gattaz (Psiquiatra da Faculdade de Medicina da USP) trouxe ao XXXII Congresso Brasileiro de Psiquiatria, em 10/2014, este tema inovador e pertinente em sua conferência intitulada “Psiquiatria sem consultórios: o potencial da Telepsiquiatria”, alocada ao tema do atendimento psiquiátrico à distância.

Sustentando a sua intervenção em dados estatísticos para oferecer uma perspectiva sobre o cenário nacional e internacional neste âmbito, o psiquiatra justifica a implementação deste método para suprir o déficit de assistência psiquiátrica que ainda persiste no país.

Apresentando as conclusões da pesquisa de sua autoria realizada com pacientes com depressão em um estudo de 12 meses que visou o seguimento por videoconferência em comparação com o acompanhamento presencial, Gattaz referiu a equivalência de resultados clínicos e uma diminuição das desistências do tratamento quando realizado por videoconferência.

Wagner Gattaz sublinhou o fato de, embora os programas brasileiros sejam ainda incipientes, a Telepsiquiatria hoje representa um meio altamente eficaz no que respeita ao diagnóstico e avaliação do quadro clínico do paciente. Nesse sentido, a sua utilidade é atualmente verificada nos serviços de emergência, nas avaliações clínicas e rastreamento e na psicoeducação.

O especialista afirmou a sua confiança na melhoria dos processos de implementação da Telepsiquiatria e a sua expansão como forma de tratamento democratizada e acessível aos indivíduos com transtornos mentais, com vista ao sucesso do seu tratamento clínico e ao aumento da sua qualidade de vida.

Fonte: Jornal do XXXII Congresso Brasileiro de Psiquiatria – Brasília, 18 de outubro de 2014, 4ª. Edição.